terça-feira, 4 de outubro de 2011

Travessia da ilha

Estou prestes a embarcar na próxima aventura. Amanhã (4.out) vôo para a Madeira, para arranque no dia seguinte, da travessia a pé da ilha da Madeira! Desde o Caniçal, na ponta este, até à Ponta do Pargo, no extremo diametralmente oposto, já na costa oeste da ilha. O desafio é cumprir cerca de 100 km de montanha, serra, costa, levadas e veredas em 4 dias (5 a 8 out). O Clube pés livres é a organização. A expetativa é grande, não fosse a Madeira uma das mais conhecidas capitais mundiais da natureza. E só para comprovar foi uma nossa passagem por lá, em junho de 2010. Dessa altura guardo umas memórias impressionantes das paisagens, das cores e da imponência das ilha. Nessa altura debruçámo-nos sobre a ponta do gato, no extremo de s. lourenço, sentimos o sopro da levada do vento e a frescura das 25 fontes, escalámos o pico grande e fizemos um vaivém entre os picos maiores Areeiro-Ruivo-Areeiro. Uns dias fantásticos, a dois, por toda a ilha, inesquecíveis e que agora recordo, na expetativa de beber as mesmas paisagens, agora na exuberância deste outono.

Memórias de 2010












...será que sonhei?

Enviar um comentário