segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Caminhada 05 - Serra do Alvão


E soma e segue nesta contagem decrescente para a grande caminhada! O trilho desta semana fica marcado mais uma vez pela companhia, somos 9+1 a calcorrear as encostas do Alvão neste discreto Sábado de Fevereiro. As horas passam a voar quando as conversas se desenrolam facilmente ao sabor dos Km e declives do percurso. Decidi levar o meu Serra da Estrela que imprimiu outra vida ao ritmo da caminhada. Mas começando pelo início, começamos a horas. Foram +/- 45min de carro de Celorico até de Lamas de Olo, no coração do Alvão. Chegados, abre-se a mala ao puto e que alegria a dele, tanto para cheirar, tanto território para marcar, assim os dejectos o permitam. O dia está cinzento, o céu prateado quase, quase como de neve, mas com os +3ºC ainda não dá para isso. A húmidade é bastante e o grupo não está impermeável, mas parece-nos mesmo assim possível. O percurso é circular e os primeiros passos são em estrada, para abraçarmos Arnal, pelo lado sul, com vistas já para Vila Real. E é aqui tão perto, as nuvens baixas dão algumas tréguas, vê-se o aglomerado urbano ali em baixo embora difuso. O cão não pára, nem imagina ele que tem um dia inteiro para andar e não os habituais passeios de meia-hora... Continuamos na estrada, agora ainda mais secundária, de acesso só a Arnal, mas ainda a descer - (ainda) ninguém se queixa. Depois de atingirmos a cota mais baixa deste trilho (780m) começamos então a galgar até à Arnal, uma das aldeias que o Parque Natural do Alvão quer manter com traça de aldeia de montanha. O nosso guia tem aqui origens e, sendo nós primos, ouço falar desta acolhedora aldeia com bastante frequência e há já algum tempo que falamos em cá vir. Hoje temos sorte no treino, pela primeira vez em 5 fins-de-semana apanhamos um dia de não-sol, o que nos retira da zona de conforto habitual, o orvalho rodeia-nos e as paragens não podem ser muito longas, mas para o esplendor das vistas, não é hoje o dia. Fica a vontade de repetir o mesmo trilho, com sol, quem sabe em breve... Chegados a Arnal, estamos todos, incluindo o puto em grande. A aldeia sofreu já algumas alterações, tipicamente pela mão de emigrantes, mas o núcleo de casas de granito/xisto é ainda assinalável.
Seguindo viagem, queremos ir ao Cabeço, seja lá o que isso for. Não se vê, não imaginamos o que nos espera, mas o caminho agora sim, é de montanha. Monte acima, com múrmurios da água aqui e ali, subimos, pé ante pé, praticamente sempre em cima de majestosos "afloramentos rochosos" de granito, e agora sim, exige-se endurance e caixas toráxicas de não-fumadores. No cão já se nota o arrastar das patas. Será que chega lá acima? O pior, é que o desgraçado não percebe uma coisa, tem que descansar. Pelo GPS e carta militar, o "Cabeço" é aqui ao lado, o nevoeiro envolve-nos numa esfera de +/- 15m de visibilidade, vamos parar para almoço, são 12h46 e os queixumes de abastecimento já se ouvem há algum tempo. O cão bebe, quase por favor, come agora sim, com vontade e descansa só por solidariedade. Recupera espantosamente e está outra vez eléctrico. Começamos então a subida ao ponto mais alto do dia e afinal é perto. Estamos nos 1128m, não há vista. Há gelo aqui e ali, mas todos aqui chegamos. Regressados ao ponto de almoço, seguimos então rumo ao carro. GPS, carta militar e análise visual do terreno, fazem-nos andar mais e vencer mais declive ainda, seria necessário? Talvez não, mas confesso agora, foi um tanto ou quanto propositado, para não acabar tão cedo. A montanha tem destas coisas, as encostas assustam e a grandiosidade do monte parece inacessível à força das pernas, mas passo a passo lá se atinge o azimute pretendido. Antes do final ainda nos cruzamos com um rebanho de ovelhas/cabras e passadas 5h30 lá estamos outra vez no ponto de partida. Final reconfortante com umas alheiras na brasa e vinho da casa - maduro - , na "Cabana" ao lado da Barragem Cimeira.
Resumo
Distância: 12,2Km
Tempo: 5h30
Altitude máxima: 1128 m (Cabeço)
Altitude mínima: 780 m
Subida acumulada: 570m
Caminhada 05 done.

Próxima caminhada: "Caminhada 06 - Serra da Lousã", 10.Fev.2007 (Sáb). Quem vem connosco?
Enviar um comentário