quarta-feira, 7 de março de 2007

Locomocao Africana


Tudo que seja movimento em qualquer meio de transporte por estes lados e' sinonimo de... emocao. Ja estamos novamente em Nairobi, regressamos hj de manha de Nyeri. Viemos de "matatu", os autocarros locais. Mas chamar autocarro a isto e' puxado. Sao umas Toyota Hiace, que aqui no Quenia transportam entre 10 e 14 pessoas, para alem do condutor. Fazem o servico de transporte de passageiros e respectiva carga, para os mais diversos destinos. Nos ate aqui tinhamo-nos safado com os 'Shuttle', os expresso, se assim se podem chamar tb, que nos levaram e trouzeram 'a/da Tanzania. Pouco confortaveis, mas fiaveis e tailor-made para os destinos de turista. Mas para Nyeri, ficamos espantados que nenhum mzungu vai la. Muitas foram as vezes em que eramos os unicos brancos. Por isso, tinhamos duas hipoteses. Ou de taxi e pagavamos um balurdio ou de 'matatu'. Depois de tirarmos as medidas ao esquema, aqui vamos nos. A viagem de ida foi surpresa. Por +/- 2,5E cada um fizemos 165Km, confortavelmente num dos matatus mais novos que vemos por aqui. O condutor e' que pronto... tipo novo, sangue na guelra e entre gincanas aos milhentos buracos de estrada, travagens apertadissimas em cima das lombas e fintas aos peoes que ha por todo lado, la chegamos nos a desordenada e agitada Nyeri. Hoje de manha era impossivel um matatu tao novo como o anterior. Veiculo com mau aspecto, cheio de amolgadelas, mas voltamos a ficar nos lugares que gostamos, mesmo atras do condutor, aqui do lado direito do carro (conduz-se pela esquerda no Quenia e Tanzania). A Li ficou ao meio esmagada entre mim e um homem molengao, sem expressoes e que lhe pos o braco esquerdo dormente. O condutor, novo tambem, mas muito mais cauteloso, se calhar com receio de partir uma qq suspensao ou entao qui ca, com cuidado com os mzungus que lhe deram um rebucado antes da partida. Sim, que andamos a distribuir barras energeticas (que ja nao as conseguimos ver) e rebucados na paragem do bus. Mas fixe fixe sao ainda os horarios. Os matatus nao tem horario. Saem quando estiverem cheios!!! E' ir, sentar e esperar por mais gente. Mas ate correu bem, das 2 vezes nao esperamos mais q 30min :)
Na Tanzania, nao tivemos coragem, sabem porque? Nos matatus, mais conhedidos la por 'Dala-dala', na Tz nao e' obrigatorio cinto de seguranca. Que e' que esta gente faz? Mete tanta gente quanta consegue nos dala-dala. Resultado, uma Toyota Hiace pode levar ate... 30 pessoas! E' a loucura. Parece um repolho de pessoas, com cabecas a sair por todas as janelas. So nos riamos e claro, nao nos aventuramos a um contacto tao intimo com os locais.

Amanha partimos para outra e a ultima aventura do programa. Safari de 3 dias em Maasai Mara. Mais uma vez nao devemos ter net perto, mas assim que puder dou noticias. Como a data de regresso esta proxima, provavelmente podera ja ser por terras lusas. Ah, estamos de volta no Domingo. Abracos a todos e, venha la' a selva. Sera' que os leoes fazem mto barulho de noite?

Enviar um comentário