quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Tiago


2012 é um ano especial. Porque é bissexto, porque traz jogos olímpicos, mas sobretudo porque nasceu o Tiago, o meu primogénito. Um bebé encantador, que nos enche de orgulho e nos abre a porta para um novo mundo encantador, entusiasmante, repleto de mais incríveis e desafiantes momentos mágicos. Um despertar para uma nova vida, um viver diferente, sentido profundamente aqui dentro, no íntimo profundo do coração. Uma alegria imensa que qualquer pai ou mãe compartilha e entende, sem mais. A natureza que nos rodeia é encantadora já o sabemos, as montanhas e os mares, os prados e os vales, os rios e os planaltos, as falésias e os desertos, as árvores e os corais, os peixes e as estrelas do céu. Tamanha variedade e encanto surpreendente e está disponível gratuitamente, todos os dias, perante os olhos de todos. Mas esta exuberância e encanto afinal não eram tudo o que havia para descobrir neste mundo. A mãe natureza guardou muito bem guardada esta surpresa da paternidade para mais tarde, para uma maior contemplação da imensa e incompreensível maravilha do universo que é o nascimento de uma nova vida. É simplesmente arrasador e pleno o sentimento de pertença. Faz este mês 5 que nos conhecemos. Sábado começa o "mês da paternidade", com 30 dias consecutivos do pai dedicados em exclusivo ao filho. Uma quebra de ritmo meu, uma alteração das rotinas nossas mas, sobretudo, um momento único de viver e alimentar lado a lado esta cósmica união. Sem mais, quero assim prestar esta minha singela, mas sentida homenagem ao meu filho, ao Tiago, ao mais encantador dos bebés deste 2012! 

Enviar um comentário